• RSS
  • Delicious
  • Facebook
  • Twitter

Destaques

Em Fortaleza, o Programa Ênio Carlos é transmitido na TV Diário, Canal 22, das 17h às 20h.
Escute AO VIVO!!!
Acesse nosso canal no YOUTUBE!

Divulgue-nos!

Banner 120x240


Comentários

Seguidores

Visitantes pelo Mundo!

free counters

Total de visitantes

Siga-nos pelo e-mail

Postagens Recentes

Fotos

Loading...

Arquivos

Twitter Pessoal

Já Curtiu?!

Programa Ênio Carlos

O programa certo para quem procura alegria, diversão, bom humor e muita gente bonita!

Ênio Carlos na 810 VERDINHA

Ênio Carlos, comunicador conhecido e querido no meio rádio e Televisivo, comanda o programa Show da Manhã de segunda a sábado, das 09h às 11h:45min, na 810 Verdinha.

Ação e Reação

O programa tem como principal proposta abordar temas polêmicos que cercam a sociedade cearense e nacional. O programa "Ação e Reação" vai ao ar todas as sextas as 22h e 40min....

Bonde do Tigrão no Programa Ênio Carlos

O grupo de funk carioca participa do polêmico "Você Atende?"

Eric Glauder no Programa Ênio Carlos

Eric Glauder (SP), o “Ricardão” do programa de Ana Hickmann participa do polêmico quadro "Você Atende?" do Programa "Ênio Carlos"

Alguns, asseguram que a proibição da cannabis pode ter mais a ver com interesses morais, políticos e econômicos do que com argumentos científicos. Mas o fato é que todo e qualquer tipo de droga tem sido uma chaga profunda na sociedade humana. 


O programa Ação & Reação desta sexta-feira (14) trouxe este tema polêmico, tão carregado que qualquer referência má posta, pode ser interpretada como “apologia às drogas”, portanto, punível com cadeia.
Segundo nossos debatedores, Antônio Diego e Billy Pow, ambos representante da marcha da maconha, nenhum mal sério à saúde foi comprovado para o uso “esporádico” de maconha. E afirmam que a guerra contra a maconha tem a ver com preconceito contra negros.
Mas de acordo com a psicóloga Edilene Marinho, o “uso moderado” da maconha não existe... As pessoas se tornam dependentes. Ela serve como porta de entrada para drogas ainda piores, como o crack e a cocaína. Além dos fatores físicos, o dependente se afasta da família, do trabalho e do lazer, para ficar usando a droga. “Eu vi muitos lares destruídos”, afirma a psicóloga.
O Pr Paulo César Sampaio contestou veementemente todas as alegações dos representantes da marcha da maconha. Discorreu brevemente sobre a história da planta, seus malefícios e que países que liberaram o uso da droga, repensam sua utilização.
Luka Holanda, guia turístico, embora contra a legalização do uso da maconha, disse que o álcool faz muito mais mal e destrói mais lares do que a cannabis. E que este deveria ser igualmente proibido. O álcool e a maconha são os iniciadores de drogas piores.

Legalizar ou não o uso da maconha? Qual sua opinião?

One Response so far.

  1. Anônimo says:

    Há inúmeras pesquisas científicas mostrando que a "teoria da porta de entrada" não tem nada de teoria, é uma hipótese para lá de refutada.

    Há mais de 10 referencias sobre artigos diferentes que chegaram a mesma conclusão nos links a seguir:

    http://www.ukcia.org/research/gateway.htm

    http://www.scienceblog.com/cms/study-say-marijuana-no-gateway-drug-12116.html

    http://skeptically.org/recdrugs/id12.html

    http://news.bbc.co.uk/2/hi/health/2538065.stm

    ----

    O álcool é pior, outro fato. Todo mundo que bebe é alcoolatra, arruma briga, atropela, atira, bate na esposa ou abusa dos filhos? Lógico que não. Pq a psicóloga não diz que todo mundo que bebe é viciado e faz isso?

    Comentários muito desonestos ou desorientados dos "contra" (que são a favor do tráfico).

Comente em nosso blog!

AVISO: O sistema de comentários é disponibilizado aos usuários do blog Ênio Carlos exclusivamente para a publicação de opiniões e comentários relacionados ao conteúdo deste site. Todo e qualquer texto publicado na internet através do referido sistema não reflete, a opinião deste blog ou de seus autores. Os comentários aqui publicados por terceiros através deste sistema são de exclusiva e integral autoria e responsabilidade dos leitores que dele fizerem uso. Os autores deste site reservam-se, desde já, ao direito de excluir comentários e textos que julgarem ofensivos, difamatórios, caluniosos, preconceituosos, de alguma forma prejudiciais a terceiros, ou que tenham caráter puramente promocional. Caso alguém se sinta ofendido por algum comentário aqui presente, favor de entrar em contato e terei o prazer de removê-lo.